Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi
Desenvolvimento Profissional Contínuo

Os farmacêuticos têm como responsabilidade profissional assegurar que os doentes retiram o maior benefício terapêutico dos seus tratamentos pelo uso de medicamentos. A excelência do exercício profissional farmacêutico está por isso associada ao acompanhamento permanente dos desenvolvimentos na prática e ciência farmacêutica, da legislação e normativos profissionais, e dos avanços tecnológicos relacionados com o uso do medicamento, num conjunto de requisitos que implicam um sério compromisso individual com o Desenvolvimento Profissional Contínuo.

Este conceito de Desenvolvimento Profissional Contínuo (DPC) pode ser definido como a responsabilidade individual dos farmacêuticos com a atualização permanente e o desenvolvimento sistemático de conhecimentos, competências e aptidões ao longo da sua vida ativa.

A Ordem dos Farmacêuticos, enquanto entidade reguladora da profissão, foi pioneira na implementação de um sistema de qualificação profissional que assegura à sociedade a competência, a preparação e a atualização dos seus membros para a prática de atos próprios da profissão farmacêutica.

Em linha com as recomendações de organizações internacionais, designadamente da Federação Internacional Farmacêutica (FIP), a Ordem dos Farmacêuticos desenvolveu um modelo de Desenvolvimento Profissional Contínuo que transfere para cada farmacêutico a responsabilidade profissional para com a atualização de conhecimentos e formação contínua, respondendo assim às necessidades em saúde, em constante mutação, dos doentes e dos cidadãos em geral.