Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Resultados Oficiais

Resultados Oficiais
Resultados Oficiais das Eleições para os Órgãos Sociais da Ordem dos Farmacêuticos - Triénio 2019-2021 | Clique aqui
Ana Paula Martins foi reeleita Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF) para o triénio 2019-2021, naquele que será o seu segundo mandato como representante dos farmacêuticos portugueses.
O processo eleitoral para escolha dos novos órgãos sociais da OF – Órgãos Nacionais, Regionais e Colégios de Especialidade – ficou ontem concluído com a votação presencial e contagem dos votos por correspondência e por via eletróncia, procedimento introduzido pela primeira vez este ano. O voto eletrónico mereceu a preferência de 80% dos farmacêuticos que participara neste ato eleitoral.

A Bastonária apresentou-se a sufrágio liderando a única lista candidata aos Órgãos Nacionais, que contabilizou 3.526 votos, praticamente o dobro da votação registada há três anos.

Os resultados finais do escrutínio determinaram também a eleição dos representantes dos farmacêuticos a nível regional. Entre as duas listas candidatas à Secção Regional do Norte, a lista liderada pelo atual presidente, Franklim Marques, foi a mais votada, com 998 votos (67,4%), contra 417 votos (28,2%) da lista encabeçada por José Luís Nicolau.

Na Secção Regional do Centro, a lista única liderada por Anabela Mascarenhas registou 611 votos, enquanto na Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas a lista única encabeçada por Luis Lourenço, obteve com 1.471 votos. As presidências das Delegações Regionais da Madeira e dos Açores ficam respetivamente a cargo de Tiago Magro e Ana Margarida Martins, que é reeleita.

O ato eleitoral determinou ainda a eleição dos cinco Conselhos dos Colégios de Especialidade da OF. O Conselho do Colégio de Especialidade de Farmácia Hospitalar foi o único que registou duas listas candidatas, tendo sido eleita a lista I, liderada por Paula Campos.

Nos restantes Colégios de Especialidade foram eleitas as listas únicas que se apresentaram a sufrágio, lideradas por Rui Pinto, no caso das Análises Clínicas e Genética Humana; por Pedro Freitas, nos Assuntos Regulamentares; Carolina Mosca, na Farmácia Comunitária; e Nuno Moreira, no Colégio de Indústria Farmacêutica.