{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Açores vão ter serviço central para gerir intervenção dos farmacêuticos nos cuidados de saúde primários

24 Novembro 2017
Açores vão ter serviço central para gerir intervenção dos farmacêuticos nos cuidados de saúde primários
O secretário regional da Saúde anunciou ontem, na Comissão Permanente de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a criação de esclareceu Gabinete de Gestão do Medicamento e dos Assuntos Farmacêuticos. A iniciativa visa responder a problemas de fornecimento e ruturas de medicamentos nas unidades de cuidados de saúde primários açorianas. “Ou seja, vamos de uma forma centralizada, à semelhança do que existe a nível nacional, criar um serviço central para lidar com as questões farmacêuticas dos cuidados de saúde primários”, explicou o governante.

"Do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido com a Ordem dos Farmacêuticos (…), já formalizámos a criação de um gabinete de gestão do medicamento e dos assuntos farmacêuticos na Saudaçor [Sociedade Gestora de Recursos e Equipamentos da Saúde dos Açores]”, afirmou Rui Luís.

Esta entidade irá assumir a coordenação dos serviços farmacêuticos dos cuidados de saúde primários, o que permitirá "uniformizar os procedimentos e a gestão do circuito do medicamento, dos produtos farmacêuticos e outros dispositivos médicos”, assim como "implementar e monitorizar a política do medicamento nos cuidados de saúde primários” e "proceder à elaboração de protocolos terapêuticos para que sejam similares a todas as unidades de ilha”, adiantou.

Rui Luís esteve ontem no parlamento regional para explicar as notícias do passado mês de outubro sobre falhas no fornecimento de medicamentos a doentes no centro de saúde da Ribeira Grande, em São Miguel, garantindo que o já se encontrava ultrapassado.

A OF e a Direção Regional de Saúde têm vindo a trabalhar numa proposta para criação de Serviços Farmacêuticos nos Cuidados de Saúde Primários, com integração de farmacêuticos, de acordo com as características de cada Unidade de Saúde de Ilha do Serviço Regional de Saúde (SRS) e coordenação centralizada por farmacêuticos especialistas em Farmácia Hospitalar, tal como está previsto na legislação.