Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Apifarma faz balanço do programa “Tratar de Mim”

04 Novembro 2016
Apifarma faz balanço do programa “Tratar de Mim”
A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), através da Comissão Especializada dos Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica (Apifarma/OTC) lançou em julho do ano passado o programa “Tratar de Mim”, que tem como objetivos contribuir para uma maior consciencialização da população em matéria de saúde, promover a capacitação dos cidadãos e melhorar o seu conhecimento relativamente aos medicamentos não sujeitos a receita médica.
A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), através da Comissão Especializada dos Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica (Apifarma/OTC) lançou em julho do ano passado o programa "Tratar de Mim”, que tem como objetivos contribuir para uma maior consciencialização da população em matéria de saúde, promover a capacitação dos cidadãos e melhorar o seu conhecimento relativamente aos medicamentos não sujeitos a receita médica. O programa conta com o apoio de entidades como a Ordem dos Farmacêuticos (OF), a Ordem dos Médicos, o Infarmed, a Direção-Geral da Saúde, a Associação Nacional das Farmácias e a Valormed, e envolveu um conjunto de iniciativas que visam incentivar as pessoas a assumir a responsabilidade pela sua própria saúde.
    
O programa "Tratar de Mim” foi criado para ajudar a gerir problemas de saúde menores, através de uma maior consciencialização da população portuguesa para a utilização responsável dos medicamentos não sujeitos a receita médica e para o aconselhamento farmacêutico, através do acesso rápido e fácil à farmácia.

Em Portugal, a farmácia é o serviço preferido dos portugueses para resolver os problemas menores de Saúde – à frente dos Centros de Saúde ou Linha Saúde 24 (Estudo "Um novo Modelo de Farmácia” - fevereiro 2016 /ANF).

Ao sermos capazes de tratar de nós próprios estamos, também, a libertar recursos ao SNS e tempo ao médico de família, tornando mais simples conseguir uma consulta rápida quando estivermos efetivamente na presença de uma doença com sintomas graves.

Desde julho do ano passado, têm sido desenvolvidos materiais informativos que permitem ao cidadão e também ao profissional de saúde saber como orientar as decisões individuais em saúde. Atualmente, já é possível obter folhetos informativos sobre a utilização segura e responsável dos medicamentos não sujeitos a receita médica, como organizar a sua farmácia de medicamentos, febre, gripes e constipações e dores de garganta.

Progressivamente irá ser alargada a informação e aconselhamento a temas de saúde de interesse geral para a população e desenvolver ações formativas em universidades e escolas do país.

O programa Tratar de Mim explica de forma simples e clara em que situações deverá procurar aconselhamento farmacêutico e em que situações deverá recorrer ao seu médico. O incentivo a uma melhor saúde passa também pela qualidade da informação que está disponível para os cidadãos e lhes permite tomar decisões conscientes de autocuidado, cujo impacto positivo se estende para além da saúde individual e se repercute positivamente no próprio sistema de Saúde.

Um dos objetivos do programa preconiza o alargamento, aos mais jovens, da informação sobre saúde, nomeadamente no âmbito da promoção de hábitos de vida saudável e gestão responsável da sua saúde. Para o efeito, foi concebido o jogo Tratar de Mim, destinado a crianças dos 7 aos 12 anos de idade (1.º e 2.º ciclos) que, através das componentes lúdica e pedagógica pretende trabalhar antecipadamente a capacidade de aquisição de conceitos sobre saúde através de um conjunto de questões relacionadas com hábitos de vida saudável e uso responsável dos medicamentos não sujeito a receita médica, indicados para o tratamento de problemas de saúde ligeiros e sem gravidade.

O jogo foi elaborado por analogia ao Trivial Pursuit: à medida que as crianças respondem acertadamente às questões, preenchem os itens da caderneta, que representa o seu armário de medicamentos. No final do jogo, as crianças levam a caderneta preenchida para casa e podem, juntamente com os pais, organizar o seu armário de medicamentos caseiro.

O jogo é uma das atividades dinamizada junto das crianças que visitam o espaço Farmácia/Laboratório Saúde da OF na KidZania, em Lisboa e está igualmente disponível no site www.apifarma.pt/tratardemim, em versão digital, para download e utilização em casa, na escola, na farmácia ou no consultório médico. Os dados estão lançados. Crianças informadas serão cidadãos mais responsáveis.