{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Bastonária recebida em Belém

30 Março 2020
Bastonária recebida em Belém
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, em audiência no Palácio de Belém, no dia 27 de março, a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, com quem abordou a atual situação do combate à pandemia de Covid-19. “Impressionou-me o sentido de unidade, que é nacional, mas que cobre também as classes fundamentais, ligadas à saúde dos portugueses. Sem eles, não seria possível enfrentar este desafio”, disse o Presidente no final da reunião.
O Chefe de Estado reuniu no final da semana com os bastonários das Ordens dos Médicos, dos Enfermeiros e dos Farmacêuticos para ouvir a perspetiva dos profissionais de saúde sobre a pandemia da Covid-19.

No encontro com a representante dos farmacêuticos, foi analisada a participação das farmácias comunitárias no esforço nacional de combate à pandemia e seu relevante papel de proximidade junto das populações.

A bastonária referiu o conjunto de iniciativas que a Ordem, em parceria com as associações setoriais, tem vindo a desenvolver para apoiar os farmacêuticos que estão na linha da frente do combate ao novo coronavírus.

Mencionou a criação do Gabinete de Apoio ao Farmacêutico, e através dele da Linha de Apoio ao Farmacêutico, que regista já quase 2.000 chamadas. Ana Paula Martins realçou também o impacto da pandemia nos serviços farmacêuticos hospitalares, bem como o envolvimento dos laboratórios clínicos privados na realização de testes à Covid-19.

Apresentou ainda ao Presidente a perspetiva dos farmacêuticos sobre medidas dirigidas ao setor farmacêutico para enfrentar a pandemia, destacando a articulação com a Ordem dos Médicos para a renovação da terapêutica aos doentes crónicos e a cooperação em farmácias hospitalares e farmácias comunitárias para entrega de medicamentos hospitalares aos doentes em ambulatório.

Marcelo Rebelo de Sousa destacou o "espirito de cooperação, de unidade, de ajuda, de sugestão e de apoio da parte de todos os bastonários”. Para o Chefe de Estado, o período que o País atravessa "não impede  que se chame a atenção para aspetos importantes de um processo em que estamos a procura das melhores respostas em cada momento”, dando como exemplos os alertas lançados pelos representantes dos profissionais de saúde sobre a necessidade de reforçar os equipamentos de proteção e realização de testes aos profissionais que estão em contacto com casos suspeitos.