Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Imaem noticias

Notícias

Cerca de 4.000 farmacêuticos aptos para administrar vacinas

11 Março 2021
O serviço de administração de vacinas e medicamentos injetáveis em farmácias comunitárias está disponível em todos os distritos do país, com quase quatro mil farmacêuticos devidamente capacitados para a prestação deste serviço.

A administração de vacinas em farmácias comunitárias é responsabilidade do farmacêutico diretor técnico e deve ser executada por farmacêuticos com formação adequada reconhecida pela OF.

A Competência Farmacêutica em Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis é atribuída pela Ordem dos Farmacêuticos (OF) após frequência, com aproveitamento, de duas formações distintas, ambas reconhecidas pela OF: em administração de vacinas e medicamentos injetáveis (formação inicial ou recertificação) e em Suporte Básico de Vida, que têm a validade de cinco anos.

O prazo de validade desta Competência Farmacêutica corresponde, no entanto, à menor das validades destas duas formações necessárias para certificação da competência.

A OF organiza várias ações de formação e de recertificação para atribuição da Competência em Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis, cuja validade está também associada à formação em Suporte Básico de Vida.

Consulte o Regulamento para Reconhecimento da Formação de Farmacêuticos para Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis em Farmácia Comunitária.

Durante a última campanha de vacinação contra a gripe sazonal, o Conselho do Colégio de Especialidade de Farmácia Comunitária (CCEFH-OF) emitiu também um conjunto de orientações para apoiar os farmacêuticos comunitários na prestação do serviço de administração de vacinas no atual contexto de pandemia de COVID-19.

Consulte as Orientações do CCEFH-OF sobre a administração de vacinas contra a gripe sazonal no contexto de pandemia de COVID-19.