{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Ciências Farmacêuticas sem vagas para a segunda fase

09 Setembro 2019
Ciências Farmacêuticas sem vagas para a segunda fase
As vagas disponibilizadas pelas cinco universidades públicas que lecionam o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas (MICF) foram todas preenchidas na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, cujos resultados foram conhecidos este sábado. As notas médias dos últimos colocados oscilam entre os 150,3 na Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e os 127,6 da Universidade do Algarve.

O número de vagas disponibilizadas em 2019 pelas instituições de ensino superior públicas que lecionam o MICF manteve-se inalterado, tendo sido totalmente preenchidas já nesta primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, cujos resultados foram conhecidos na madrugada do dia 7 de setembro.

A Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, que disponibilizou 175 vagas para futuros farmacêuticos, apresenta a nota de entrada do último colocado mais alta (150,3), ainda assim ligeiramente inferior a 2018 (153,3).

Pelo contrário, o acesso ao MICF na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve, que disponibilizou 45 vagas, tem a nota mais baixa para o último colocado (127,6), também ligeiramente superior ao ano passado (123,4).

Em Coimbra, a nota do último colocado na Faculdade de Farmácia foi idêntica à do ano transato (142,3), enquanto em Lisboa e na Covilhã a média desceu algumas décimas.

A Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa é a instituição que disponibiliza maior número de vagas (209), tendo a nota do último colocado de 2019 sido ligeiramente inferior a 2018 (143 contra 146,5).

Na Universidade da Beira Interior, em que são disponibilizadas 60 vagas, a média deste ano foi de 141, um pouco abaixo da verificada em 2018 (143,2).

Nota ainda para a Universidade dos Açores, onde é lecionado o Ciclo Preparatório do MICF (1.º e 2.º ano). Das 15 vagas disponibilizadas, foram colocados 9 candidatos, sobrando 6 vagas para a segunda fase do concurso.

Em termos globais, foram colocados nesta primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior 44.500 candidatos, metade dos quais na primeira opção. A segunda fase do concurso de acesso tem início a 9 de setembro com 6.734 vagas.

Consulte os resultados do concurso nacional de acesso ao ensino superior.