{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

DGS e Ordens da Saúde apelam à vacinação contra a gripe

04 Novembro 2016
DGS e Ordens da Saúde apelam à vacinação contra a gripe
A Direção-Geral da Saúde e as Ordens dos Médicos, Farmacêuticos e Enfermeiros lançaram um apelo ao aumento da vacinação contra a gripe entre os profissionais que contactam com doentes, para prevenir a doença e minimizar o risco de transmissão.
A Direção-Geral da Saúde e as Ordens dos Médicos, Farmacêuticos e Enfermeiros lançaram um apelo ao aumento da vacinação contra a gripe entre os profissionais que contactam com doentes, para prevenir a doença e minimizar o risco de transmissão. Em comunicado conjunto, estas entidades recordam que a vacinação contra a gripe "é o método mais eficaz de prevenção da doença e das suas complicações, sobretudo da pneumonia e da descompensação de co-morbilidades".
    
Os médicos, farmacêuticos e enfermeiros são, naturalmente, principais fontes de aconselhamento e de motivação para a vacinação dos grupos de risco. Têm, também, maior probabilidade de adquirirem gripe e de a transmitir aos seus familiares e aos doentes a seu cuidado. Por este motivo, estão incluídos nos grupos alvo prioritários e com acesso gratuito à vacina.

Portugal dispõe, no conjunto, de mais de 2 milhões de vacinas que estão disponíveis em centros de saúde e farmácias, podendo alcançar, portanto, uma melhoria substancial da cobertura vacinal da população em geral, com destaque para os grupos de risco.

Na época de 2015/2016 a vacinação dos profissionais de saúde foi da ordem dos 45% nos centros de saúde e de 24% nos hospitais.

É, assim, imperioso aumentar a vacinação de médicos, farmacêuticos, enfermeiros, e de outros profissionais que contactam diretamente com doentes, para prevenir a doença, minimizar o risco de transmissão e, pelo exemplo que transmitem, aumentar a vacinação dos outros grupos alvo prioritários.