{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Farmacêuticos açorianos vão ter sede regional

27 Outubro 2017
Farmacêuticos açorianos vão ter sede regional
Os farmacêuticos da Região Autónoma dos Açores vão ter uma nova casa. A partir da próxima segunda-feira, dia 30 de outubro, a Delegação Regional dos Açores da Ordem dos Farmacêuticos (OF) terá instalações próprias, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, onde está igualmente sedeada a Secretaria Regional da Saúde.

O novo espaço situa-se numa das principais artérias da cidade, respondendo a uma carência identificada há vários anos pelos farmacêuticos açorianos. A nova sede da Delegação Regional dos Açores irá acolher os serviços administrativos da OF a nível local e disponibilizar um espaço para encontros e reuniões com farmacêuticos, autoridades e parceiros sociais.

A inauguração oficial do edifício, agendada para esta segunda-feira, dia 30 de outubro, pelas 10:30 horas, contará com as presenças do Secretário Regional da Saúde, Rui Duarte Luís, da Diretora Regional de Saúde, Tânia Cortez, da Presidente da Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas (SRSRA-OF), Ema Paulino, e da Presidente da Delegação Regional dos Açores da OF, Margarida Martins.

No mesmo dia, será também oficialmente lançado na Região Autónoma dos Açores o projeto Geração Saudável, projeto de promoção e educação para a saúde nas escolas dinamizado pela OF. O projeto será implementado no Agrupamento de Escola Básica Integrada de Angra de Heroísmo, nos dias 30 e 31 de outubro, onde se prevê a formação de mais de 150 alunos e 10 professores.

Iniciado em 2012 pela Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas da Ordem dos Farmacêuticos (SRSRA-OF), o projeto Geração Saudável tem como objetivos primordiais educar e estimular a adoção de estilos de vida saudáveis, alertar para a ocorrência de possíveis patologias, dar a conhecer a importância da prevenção em saúde e integrar os diversos profissionais de saúde, estabelecendo uma colaboração mútua na educação dos jovens. O projeto visa também a valorização do papel do farmacêutico na sociedade, como interveniente ativo no âmbito da saúde pública, através da realização de ações de formação dinâmicas e versáteis.

Ao longo destes cinco anos, a Geração Saudável contactou já com mais de 60.000 alunos e 2.500 professores de várias escolas do país.