{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Infarmed e DGS recomendam suspensão do uso de hidroxicloroquina em doentes com Covid-19

29 Maio 2020
Infarmed e DGS recomendam suspensão do uso de hidroxicloroquina em doentes com Covid-19
A Direção-Geral da Saúde (DGS) e o Infarmed recomendaram a suspensão do tratamento com hidroxicloroquina em doentes com Covid-19, em linha com a decisão da Organização Mundial de Saúde (OMS) e na sequência da publicação de dados que questionam a segurança e a eficácia deste medicamento no tratamento da infeção pelo novo coronavírus.
Um estudo recente com mais de 90 mil doentes com Covid-19, publicado pela revista The Lancet a 22 de maio, não conseguiu confirmar o benefício da hidroxicloroquina ou da cloroquina nestes doentes.

Os autores apontam para um acréscimo de efeitos adversos potencialmente graves, incluindo um aumento da mortalidade, durante a hospitalização de doentes Covid-19, num conjunto de conclusões que terão ainda de ser confirmadas através de ensaios clínicos aleatorizados e controlados, «uma vez que este estudo apresenta várias limitações», refere o comunicado das autoridades.

Contudo, até nova avaliação, prevista para o mês de junho, a OMS decidiu suspender os ensaios clínicos em curso.

O Infarmed e a DGS alertam que a recomendação diz apenas respeito ao uso de hidroxicloroquina em doentes com Covid-19. «Os doentes que estavam a ser tratados com hidroxicloroquina para outras patologias, doenças autoimunes como lúpus eritematoso sistémico, artrite reumatoide e malária, para as quais estas moléculas estão aprovadas, não devem interromper o seu tratamento, que nestas situações se mantém seguro, desde que devidamente acompanhado pelo médico assistente», esclarece.