{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Infarmed esclarece tratamentos e desenvolvimento de vacinas

01 Abril 2020
Infarmed esclarece tratamentos e desenvolvimento de vacinas
A Agência Europeia do Medicamento (EMA) está a acompanhar o trabalho de várias empresas no desenvolvimento de opções terapêuticas para o tratamento e profilaxia da Covid-19. Estão atualmente em estudo mais de 40 opções terapêuticas, algumas das quais em fase de ensaios clínicos. Também a Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que decorrem dois ensaios clínicos de fase I para o desenvolvimento de uma vacina para a Covid-19. As autoridades realçam no entanto que a sua aprovação demorará pelo menos um ano.
O Infarmed emitiu um comunicado para esclarecer a população e profissionais de saúde sobre o desenvolvimento de tratamentos e vacinas para a Covid-19.

Neste momento estão a decorrer várias iniciativas, mas nenhum medicamento demonstrou ainda eficácia o tratamento da doença.

Entre os que se encontram já em fase de ensaios clínicos, para testar a sua segurança e eficácia, o Infarmed realça os antiretrovíricos utilizados no tratamento da infeção pelo ébola (remdesivir) e pelo VIH (lopinavir/ritonavir), a cloriquina e hidroxicloroquina (utilizada no tratamento da malária e doenças autoimunes, como a artrite reumatoide), os interferões sistémicos, em especial o interferão beta, (utilizados na esclerose múltipla) e os anticorpos monoclonais (com ação sobre o sistema imunitário).

No âmbito das vacinas para Covid-19, estão a decorrer ensaios clínicos de fase I (em voluntários saudáveis) para duas vacinas, conforme informou a OMS. O Infarmed recorda a complexidade de uma previsão concreta sobre o prazo para estas vacinas estarem no mercado, mas confirma que o processo demorará pelos menos um ano até chegar aos cidadãos.

A autoridade nacional realça ainda a importância de uma "sinergia de esforços”, "cooperação internacional” e "medidas de suporte para as empresas”, para proporcionar um tratamento ou profilaxia ao maior número de cidadãos durante a pandemia.