{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Investigadores da FFUL desenvolvem base de dados de estirpes de tuberculose

17 Abril 2018
Um grupo de investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa desenvolveu uma ferramenta de saúde pública para o controlo, gestão e investigação translacional em Tuberculose (TB) na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Denominada CPLP-TB, esta nova ferramenta permite o rastreamento epidemiológico de diversas estirpes no espaço lusófono com uma resolução sem precedentes.
Esta nova ferramenta permite caraterizar a diversidade genética do Mycobacterium tuberculosis, agente etiológico da tuberculose, nos vários países de língua portuguesa. O estudo inicial, divulgado no artigo "Clonal expansion across the seas as seen through CPLP-TB database: a joint effort in cataloguing Mycobacterium tuberculosis genetic diversity in Portuguese-speaking countries”, inclui estirpes de Portugal, Brasil, Moçambique, Angola e Guiné-Bissau, mas pretende expandir-se para os restantes países da CPLP.

Este estudo identificou estirpes geneticamente próximas a nível transnacional e permite uma nova perspetiva acerca da disseminação do M. tuberculosis no espaço lusófono.

Os dados deste estudo são públicos e podem ser consultados online no seguinte website.