{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Peritos recomendam rastreio da fibrilhação auricular em cidadãos idosos para reduzir o risco de AVC e morte

07 Maio 2017
Peritos recomendam rastreio da fibrilhação auricular em cidadãos idosos para reduzir o risco de AVC e morte
Nova publicação do jornal “Circulation”

Foi publicado no jornal cientifico Circulation um artigo sobre rastreios da fibrilação auricular, resultado da colaboração internacional AF-Screen

Foi publicado no jornal cientifico Circulation um artigo sobre rastreios da fibrilação auricular, resultado da colaboração internacional AF-Screen, responsável pelo impulso global para a introdução de programas nacionais de rastreio para a condição cardíaca frequente (FA), que despoleta AVCs catastróficos.

O rastreio de fibrilhação auricular (FA) assintomática em cidadãos com 65 anos ou mais e o seu tratamento com recurso a anticoagulantes pode prevenir anualmente milhares de AVCs a nível mundial, afirma o painel de peritos da AF-SCREEN, composta por mais de 130 cardiologistas, neurologistas, médicos de família, economistas da saúde, enfermeiros, farmacêuticos e organizações de apoio à pessoa com doença provenientes de 33 países.

Escrito por 60 membros do AF-SCREEN, o artigo intitulado "The White Paper, Screening for Atrial Fibrillation, A Report of the AF-SCREEN International Collaboration” apela aos governos em todo o mundo para introduzirem os rastreios a todos os idosos, a partir dos 65 anos. Os programas poderão ser desenvolvidos através de médicos de família, farmácias ou mesmo nas comunidades, e poderão ser efetivados através da avaliação manual da pulsação, da monitorização da pressão arterial, ou idealmente através de um dispositivo de ECG portátil, a melhor forma de oferecer um diagnóstico de FA fiável.

O artigo pode ser lido aqui.