{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Plural inaugurou nova sede em Coimbra

15 Dezembro 2017
Plural inaugurou nova sede em Coimbra
A cooperativa de distribuição Plural inaugurou ontem a sua nova sede, em Coimbra, num investimento de cerca de 12 milhões de euros que envolveu a recuperação do edifício histórico da antiga Fábrica da Cerveja, na zona da Pedrulha. Presente na cerimónia de inauguração, a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos destacou a visão estratégica da empresa “de aliar modernização das suas infraestruturas com a recuperação de um edifício histórico para a cidade e para País”.

"Este projeto promove a cidade, a região, o País e dá uma nova energia ao setor da Saúde, ao Serviço Nacional de Saúde, à rede de farmácias, ao cluster da saúde em Portugal”, destacou a bastonária na sua intervenção nesta cerimónia.

Ana Paula Martins sublinhou também a importância destes projetos empresariais em zonas mais interiores do País, considerando um passo em frente na concretização de um Portugal menos desigual. "A descentralização consegue-se pela capacidade de desenvolver o tecido empresarial nas regiões, atrair investimento e desta forma criar incentivos para que os portugueses e portuguesas vejam vantagens em viver e seguir as aspirações em cidades como a de Coimbra”, insistiu.

Tal como a rede de farmácias, o setor da Distribuição presta um serviço de proximidade, sujeito a normativos exigentes, ajustados às realidades nacionais e globais. "Sem uma distribuição eficiente, jamais teríamos a melhor rede de farmácias da Europa. Sem uma distribuição custo-efetiva, jamais os nossos cidadãos teriam os medicamentos de que necessitam, no momento imediato” reforçou, explicando também que "esta dimensão do acesso ao medicamento está assegurada por um setor capacitado e competente”.

Ana Paula Martins referiu-se também às marcas deixadas pela crise que afetou o setor nos últimos anos. É preciso ter muita atenção, cuidados e prudência na ação política, para que as medidas já identificadas se cumpram nesta legislativa. Perdemos a capacidade de ter tempo para adiar a mudança”, alertou.

Referindo-se à atividade dos farmacêuticos neste ramo profissional, a dirigente da OF salientou as suas qualificações e competências, inscritas no Estatuto do Medicamento e no Ato Farmacêutico. "A intervenção farmacêutica neste setor cresce, reforça-se, garante a qualidade, a segurança e a integridade no setor do medicamento”, defendeu, destacando a autonomia e independência técnica e científica destes profissionais de saúde. "Prestamos a nossa missão de serviço publico. Essa é a nossa vocação e sempre será”. Realçou.

A Plural foi fundada em 2006, como resultado da fusão de três cooperativas de distribuição farmacêutica da região centro: a Cofarbel, Farcentro e Farbeira. Com o investimento nas novas instalações, a empresa espera chegar a todo o território nacional no espaço de dois, três anos.