{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Projeto “Geração Saudável” alargado à população sénior

28 Setembro 2016
Projeto “Geração Saudável” alargado à população sénior
A Ordem dos Farmacêuticos, por intermédio da Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas, vai alargar à população sénior o projeto “Geração Saudável”, que desde 2012 tem vindo a percorrer várias escolas do País.
A Ordem dos Farmacêuticos, por intermédio da Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas, vai alargar à população sénior o projeto "Geração Saudável”, que desde 2012 tem vindo a percorrer várias escolas do País. O lançamento oficial desta iniciativa, decorreu no passado dia 20 de setembro, na Associação dos Reformados, Pensionistas e Idosos do Fogueteiro, no Seixal, numa cerimónia em que foi também assinado um protocolo de colaboração com as associações de farmácias que prevê a colaboração dos farmacêuticos comunitários na implementação e dinamização do projeto.
    
A Geração Saudável é um projeto de promoção e educação para a saúde pública, desenvolvido pela Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas (SRSRA) da Ordem dos Farmacêuticos, que tem como objetivo estimular a adoção de estilos de vida saudáveis, alertar para a ocorrência de possíveis patologias e dar a conhecer a importância da prevenção em saúde.

A nível nacional, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, o número de cidadãos com mais de 65 anos é superior a 2 milhões, correspondendo a cerca de 19% da população, tendo esta faixa etária uma relevante prevalência de cidadãos polimedicados e afetados por múltiplas doenças crónicas, as quais são, com frequência, acompanhadas de complicações significativas.

A este propósito, a SRSRA decidiu implementar o projeto Geração Saudável Sénior, com o intuito de promover a capacitação dos doentes, perspetivando a redução de complicações relacionadas com as doenças, com o objetivo de promover ganhos, quer no plano clínico quer no plano económico, para o sistema de saúde. O projeto será implementado em Centros de Dia e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), e prevê a realização de formações subordinadas às temáticas do Uso Responsável do Medicamento e Diabetes, assim como a dinamização de rastreios.