{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

“Todos Por Quem Cuida” já angariou mais de 640 mil euros

21 Abril 2020
Em pouco mais de uma semana, a conta solidária juntou mais de 640 mil euros e reuniu diverso equipamento para ajudar os profissionais que combatem a Covid-19. A iniciativa continua aberta e a receber donativos de todos os que desejam contribuir.
O movimento "Todos Por Quem Cuida” tornou possível angariar 640.978 mil euros e reunir diversos equipamentos hospitalares, para proteção individual e outro material determinante para a segurança e qualidade dos cuidados prestados aos portugueses.

A iniciativa criada pela Ordem dos Médicos e pela Ordem dos Farmacêuticos, com o apoio da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) e de outras instituições da sociedade civil, continua a receber, diariamente, o apoio de inúmeras entidades e pessoas que desejam apoiar os profissionais que estão na linha da frente a combater a COVID-19.

Os contributos podem realizar-se através de Transferência Bancária para a Conta Solidária "Todos Por Quem Cuida”, que tem os seguintes dados:

Conta CGD número 0646 017662 930
IBAN PT50 0035 0646 00017662 930 21
NIB 0035 0646 00017662 930 21

Os donativos em espécie e os pedidos de apoio podem ser comunicados à Comissão de Acompanhamento através dos endereços de correio eletrónico todosporquemcuida@ordemdosmedicos.pt e todosporquemcuida@ordemfarmaceuticos.pt.

A iniciativa "Todos Por Quem Cuida”, aberta à sociedade civil, possibilita a entrega de donativos financeiros, mas também de equipamentos hospitalares, equipamentos para proteção individual e outros materiais determinantes para a segurança e qualidade dos cuidados prestados aos portugueses.

O apoio destina-se aos profissionais que estão na linha da frente dos centros de saúde, hospitais, farmácias, lares e de todos os outros locais, a partir de onde o cuidado ganha forma. Destina-se a apoiar médicos, enfermeiros, farmacêuticos,

bombeiros, cuidadores, assistentes operacionais, secretários clínicos, secretários clínicos, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, e tantos outros, mas, também as forças de segurança, bombeiros, cuidadores, entre outras profissões chamadas a combater a COVID-19.

Este movimento responde a um apelo nacional e materializa a resposta de todos os que desejam apoiar quem cuida, reconhecendo que esta crise só será ultrapassada com a participação, a solidariedade e a união de todos.

Com esta iniciativa, as Ordens dos médicos e dos farmacêuticos e a indústria farmacêutica pretendem assegurar que todos os profissionais trabalhem protegidos e com acesso aos equipamentos e dispositivos necessários para salvar vidas e proporcionar os melhores cuidados a todos os doentes com COVID-19, mas também aos que continuam a precisar de assistência por outras patologias.