Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Bastonárias visitaram farmácia em Famões

21 Fevereiro 2019
A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), Ana Paula Martins, e a bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, visitaram esta quinta-feira a Farmácia Nova Famões, em Odivelas, em mais uma iniciativa integrada na campanha “Salvar as Farmácias, Cumprir o SNS”, que visa a entrega de uma Petição Pública à Assembleia da República para aprovação de um programa legislativo dirigido ao setor farmacêutico.

As duas bastonárias contactaram com os responsáveis da farmácia e restante equipa, que inclui seis farmacêuticos e uma enfermeira, e ouviram testemunhos sobre as dificuldades que o setor atravessa – 675 farmácias enfrentam processos de penhora e insolvência (25% de toda a rede) – sobre a falta de alguns medicamentos nas farmácias – no ano passado foram reportadas 64 milhões de embalagens de medicamentos em falta.

Em declarações à comunicação social, ambas sublinharam a importância da rede de farmácias, homogeneamente distribuída pelo país e com serviços de saúde prestados por profissionais altamente qualificados. Ana Paula Martins apelou ao estabelecimento de um acordo entre o Governo e as associações setoriais, que valorize a intervenção profissional e o Ato Farmacêutico.

A bastonária da OE subscreveu a petição que está a ser promovida pelas farmácias portuguesas, juntando-se assim aos bastonários da OF e da Ordem do Médicos, que também assinaram o documento durante uma visita realizada no início desta semana à Farmácia Vitória, na cidade do Porto.

A petição "Salvar as Farmácias, Cumprir o SNS” alerta para as dificuldades sentidas pela rede de farmácias e para os problemas relacionados com as falhas de abastecimento de medicamentos.

De acordo como os promotores da petição, cerca de 42 mil portugueses subscreveram o documento nesta primeira semana de recolha de assinaturas, número que supera a última petição nacional realizada pelas farmácias, em 2014.

Clique aqui para consultar e subscrever a petição.