{ordemfarma/noticias/detalhes/head}
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi

Notícias

Foppe van Mil ( 1950-2020)

30 Julho 2020
Foppe van Mil ( 1950-2020)
Faleceu no passado dia 18 de Julho, aos 70 anos de idade, o farmacêutico e professor holandês, Foppe van Mil.
Além da paixão e dedicação à Farmácia Comunitária e aos Cuidados Farmacêuticos, Foppe van Mil era igualmente um adepto de Portugal, e dos seus inúmeros encantos, onde esteve mais uma dezena de vezes para participação múltiplos eventos e formações.

Em 1994, por ocasião do Congresso Mundial da Federação Internacional dos Farmacêuticos (FIP), realizado em Lisboa, esteve profundamente envolvido na criação de um programa de formação contínua - juntamente com Doug Hepler, Dick Tromp, James McElnay, Bente Froekjaer, Hanne Herborg, Olivier Bugnon, Peter Noyce, entre outros -, que trouxe claros progressos à formação de farmacêuticos de todo o mundo.

Em 1999, a convite do professor da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), José Cabrita, leccionou no Mestrado de Farmácia Comunitária e, com a sua presença, entusiasmou muitos farmacêuticos portugueses a seguirem a sua área de eleição, adoptando como temas para as suas teses os cuidados farmacêuticos em patologias crónicas específicas.

Entre 1999 e 2001, ainda durante o pós-doutoramento na Universidade de Groningen, Foppe van Mil foi um dos líderes da equipa de investigação do projeto OMA, acrónimo para designar "Análise da Medicação nos Idosos”, também sinónimo de "avó”. Este trabalho, que envolveu sete países europeus, entre os quais Portugal, liderado pela professora da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC), Margarida Caramona, pretendia avaliar o impacto da prestação de cuidados farmacêuticos em idosos polimedicados que viviam independentes.

Este estudo controlado randomizado envolveu 1.290 doentes no grupo intervenção e 1.164 no grupo comparador. Os indicadores de resultados avaliados incluíram a qualidade de vida, a adesão à terapêutica, o recurso a cuidados de saúde, a satisfação e conhecimento do doente, bem como a satisfação da equipa de saúde, nomeadamente médicos de família e farmacêuticos. Tratou-se de um estudo marcante, e considerado uma referência a nível europeu, por ter sido o primeiro estudo multicêntrico realizado em farmácias comunitárias, influenciando profundamente a sócio-farmácia e o seu desenvolvimento posterior.  

Foppe van Mil contribuiu assim para o desenvolvimento da investigação e da prática na área da Sócio-farmácia, sendo membro fundador, em 1994, do Pharmaceutical Care Network Europe (PCNE) e presidente, entre 1996 e 1999.

Foi igualmente um forte impulsionar da Sociedade Europeia de Farmácia Clínica, que o distinguiu como "Reseach Fellowship”, uma associação que o trouxe a Portugal por quatro vezes nos congressos anuais realizados entre 1996 e 2015, no Estoril, Coimbra e Lisboa. Esteve igualmente presente em conferências nacionais, entre as quais a celebração dos 10 anos do CEFAR, em 2005, e no Vimeiro, em 2009, nas numa das conferências bianuais do PCNE.

Foi o criador e editor-chefe da revista Pharmacy World & Science, mais tarde denominada "International Journal of Clinical Pharmacy”, uma das mais influentes publicações na área da Farmácia Clínica, à qual recorrem diversos investigadores portugueses para divulgar o seu trabalho.

Destaque ainda para a sua tese de doutoramento, publicada em 2000, intitulada "Pharmaceutical care, the future of pharmacy: theory, research, and practice”, que continua a ser uma obra de referência na área dos Cuidados Farmacêuticos.